19 de junho de 2009

Personare - Carta do Dia


A palavra “sacrifício”, associada ao arcano XII do Tarot, é geralmente mal compreendida, Mc. As pessoas a associam a algo “ruim”, justamente porque vivemos numa sociedade que valoriza o fácil, que estimula o comportamento preguiçoso. Todavia, esta palavra nasce da união dos termos “sacro” e “ofício”, ou seja, “trabalho sagrado”. Muitas vezes nos vemos em posição de impotência e somos levados a sacrificar alguns sonhos e a entender que, por mais poderosos que sejamos, existem circunstâncias em que simplesmente nada ou pouco podemos fazer. O Homem Pendurado emerge então como carta conselheira do Tarot para este momento de sua vida, sugerindo a necessidade de cultivar a espera e entender que a impotência é, antes de tudo, uma lição de humildade. Tudo passa e você certamente se abrirá a tempos melhores no futuro, sentindo que seus planos (no momento paralisados) fluirão a contento.

3 comentários:

bolinha de sabão disse...

Também pode ser entendida como uma oportunidade de (re)nascimento! De mundança!

Susana Pina disse...

Foste a um tarologo??????

Beijocas

Sofia,Pedro e Joana disse...

Atrás de uma nuvem espreita sempre o sol :-)
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana