11 de dezembro de 2009

IPO

Hoje eu e o R. fomos visitar um amigo que está internado no IPO.
Como só entram duas pessoas de cada vez, e a esposa está sempre ao pé dele, tivemos de entrar à vez.
As doenças oncológicas hão-de sempre mexer comigo...
Inevitavelmente, revivi tudo o que passei com o meu Pai...
A verdadeira limitação humana. Tem 44 anos...uma esposa...um filho...e será que se recupera?
Sinceramente, não sei...
Curiosamente, já não me chocou o aparato debilitado de um doente oncológico, mas, é muito triste vermos alguém de quem gostamos numa cama de hospital.
Peço a Deus que ele se recupere brevemente.

4 comentários:

Nina disse...

Quando as doenças batem à porta, sentimo-nos pequeninos.
Que Deus proteja o vosso amigo.
bji

Maggie disse...

Tbém fico mto sensibilizada com estas situações mas felizmente ainda não tive nenhum caso mto perto. Não estou familiarizada com esse aparato de doentes oncologicos.
Desejo que apesar de tudo sofra o menos possivel.
Mtas felicidades
Maggie

Raio de Sol disse...

espero ue recupere logo...

beijo em ti...

força!

Mamã da Rafinha disse...

faz 1 ano e 4 meses que desesperava com as visitas ao meu pai ao IPO, 14 dias depois dar entrada...faleceu:(((

Eu acho que a última imagem dele, tão debiblitada, tão frágil, tão...vai permanecer para sempre na minha mente, no meu coração a dor persiste:(((

Espero do fundo do meu coração, que o teu amigo melhore!

Beijinhos cheios de força e carinho