20 de dezembro de 2009

Pediatria

Apesar de nestes últimos dias, as notícias não serem as que mais queria ouvir, a vida prossegue. Desde o último abraço dado ao R. que tive uma necessidade imensa de visitar a Pediatria do IPO do Porto.
Escrevi à Acreditar, que me disse que as candidaturas para voluntariado, só estariam abertas a partir de Janeiro...
Escrevi à Liga Portuguesa Contra o Cancro, que, até à data não respondeu...
Dirigi-me ao IPO hoje e não me foi possível efectuar a visita ao 12º piso, porque a Enfermeira Chefe, única pessoa que podia autorizar as visitas, não se encontrava no serviço...
As pessoas que me estão mais perto, questionaram-me se eu sabia bem no que me estava a meter, que aquilo era terrrível, assustador...
Sinceramente, não tenho reticência nenhuma quanto à minha decisão , vivi todos esses sentimentos e mais alguns, quando acompanhei a fase terminal do meu Pai.
Não vos consigo explicar por palavras, mas esta visita faria muito sentido se ocorresse antes do Natal. No IPO aconselharam-me a ligar para lá amanhã e falar directamente com a Enfermeira Chefe, no sentido de lhe solicitar a respectiva autorização.
Talvez por esta decisão ter um carácter, exclusivamente, pessoal, o que me dá a entender é que as pessoas ficam com cara de espanto, como se eu estivesse a fazer uma loucura, é estranho...
Mas, a preseverança que me caracteriza, jamais me faria desistir desta minha pretensão.
Depois conto-vos os desenvolvimentos.
Adenda: Infelizmente, a Enfermeira Chefe não me autorizou a visita, uma vez que estas só podem ser autorizadas, com resposta oficializada, pelo Conselho de Administração. Colocou imensos entraves, quer pela época em si, quer pelo facto de ser uma visita efectuada exclusivamente por um elemento...é o sistema.
Assim sendo, em Janeiro darei andamento à candidatura para voluntária.

5 comentários:

joana disse...

Fazes muito bem em seguir o teu coração! Admiro a tua coragem e a de todos os voluntários, principalmente os que estão ligados à oncologia.

bj

Susana Pina disse...

Tu tens um coração do tamanho do mundo...gosto muito de ti amiga, muito mesmo.
Desejo muito que te abram as portas a este voluntariado porque os pequenos doentes só terão a beneficiar com tamanha generosidade.
Um bj no teu coração
Susana

Vânia e Mariana disse...

É relamente preciso coragem...Infelixmente também já vivi de perto o cancro, mas acho que se te sentes com forças, se o queres fazer fazes muito bem!!! é sem duvida uma atitude linda!!!

beijinhos,

joana disse...

Vim cá deixar os votos de um feliz Natal, cheio e amor e de paz!

beijo

Catarina Viegas disse...

Infelizmente até para fazer voluntariado há burocracias. Quando decidi fazer voluntariado inscrevi-me em váris instituições, enviei mails e etc. Aquelas que nada disseram responderam que não precisavam. Toma lá...
Até que uma resolveu dizer que sim.
Mas Martinha... tu és corajosa. Trabalhar no IPO não é para todos. É muito duro. Acho que conseguiria mas sei que iria sofrer imenso. Um dia destes tento.
Mas tu és forte e sei que vais fazer um excelente trabalho.
Muitos beijos e um bom 2010.