10 de março de 2011

Penso, penso e volto a pensar

Ultimamente tenho pensado muito na nossa vida. Vivi um ano com o meu marido antes de casarmos. Em Janeiro de 2005 premeditei a gravidez e em Novembro desse ano estava com cirurgia marcada porque a Endometriose causou danos irreparáveis...o sonho tornou-se assim mais dificil de alcançar, não impossível, mas o caminho que tinha pela frente em nada era motivador...
Em Fevereiro de 2007 faleceu o meu Pai e nesse mesmo mês, iniciava o meu 1º ttt, com resultado gravidez bioquímica...depois disso e contando com 7 Fiv´s e 1 TEC, nunca mais o meu organismo deu sinais de ser capaz de suportar uma gravidez...nem um sinal de que cá dentro as coisas funcionam...
Independentemente da Endometriose o facto é que o problema que persiste é a falha na implantação...porquê?? Ninguém sabe, ninguém tem respostas para a implantação não ocorrer...
E isso dói-me cá por dentro...serei anormal? Porque é que o meu organismo rejeita os embriões? Não ter respostas e encarar cada oportunidade como um possível sucesso não é fácil e quando penso em fazer um novo ttt, sinto medo, repulsa até, porque antecipo o sofrimento que é passar por mais um negativo. E sei que não devia pensar assim...mas ao fim de tantos anos, a verdade é que estou esgotada, cansada e talvez o caminho seja resignar-me e optar por outras alternativas.

11 comentários:

Lebasiana disse...

também eu penso, minha querida!

mas eu ainda acredito! lembra-te: sem desistir!

beijinhos nossos... muitos!

Maggie disse...

Eu mto sinceramente não sei como estaria hoje se o meu ttt não tivesse resultado. Acredito piamente que estaria internada em alguma unidade de psiquiatria.
Custa mto o diagnóstico, os ttt, mas a mim o que me custou mais foi sentir-me sozinha, tão sozinha...

Desejo-te toda a sorte do mundo e acredita que penso em ti e em todas as meninas na mesma situação todos os dias e peço por vós, sempre!

Maggie

Vânia e Mariana disse...

é perfeitamente normal o que sentes!!!deve ser horrivel o que passas, e pior é nem sequer saberes o motivo. Sei que es uma mulher de força e coragem, por toda a luta já passaste....Mas se achares que é o momento de parares não faz de ti menos mulher, menos forte...é uma decisão que só a voces cabe, mas se acas que estas esgotada, existem sempre outras opções....Mas tens que estar preparada para isso, para terminares com o teu sonho, e começares outro sonho, continuas a ser mãe, mas de coração.
Espero que tomes uma boa decisão, acima de tudo que a faças com consciencia (Dentro do que é possivel). e desejo-te toda a sorte do mundo para a decisão que tomares e muita, muita sorte!!!

beijinhos grandes

Mary disse...

Hum... não estás lá muito bem... mas tb não sei o que te dizer para ajudar... pensa, sim... procura soluções... mas resignar é que não...
BJs

http://embuscadeumpositivo.blogspot.com/ disse...

oh minha querida.... estás tão "em baixo" hoje...
Compreendo que te sintas perdida...já passaste por tanto.... tantos tratamentos, tantas espectativas e frustrações.... nem sei bem o que te dizer...

Tu que costumas ser tão positiva.... e hoje encontro aqui uma magoa tão grande. Estás cansada!
Eu sei que não sou ninguém para te dizer isto, e por favor não me interpretes mal.... mas tu tens tanto amor para dar... já pensaste em alternativas à gravidez biológica?
Ninguem merece passar por este sofrimento chamado - Infertilidade!
Percebo que estejas revoltada.

Beijinho e muita muita força.
Tu mereces conseguir

Susana Pina disse...

Eu compreendo tão bem esse teu cansaço e todos esses medos...
Muita força querida amiga.
Um bj no teu coração
susana

eu_mesma_32 disse...

Não pude deixar de te comentar também aqui e de te deixar uma beijoca de muita força!!!

mjm disse...

Minha Querida,

Como te compreendo :(((
Hoje quando te li parecia que me estava a ler a mim mesmo...
Muita Coragem Amiga e se precisares de alguma coisa conta comigo,
Muitos Beijinhos e Força!

Pensamentos e Cª disse...

Imagino que seja complicado gerir sentimentos tão intensos e a Mãe Natureza tem sido tão cruel...

Apesar disso, tb concordo q no vosso caso é insistir até dar certo :-)

Um beijinho cheio de esperança
Alexandra

Anónimo disse...

Não te conheço mas de vez em qando acompanho-te por aqui...é facil tentar dar-te força e dizer para ter esperança e coisas e tal mas a verdade é que nos continua a doer...é dificil viver com o facto de não nos sentirmos mulheres ( na totalidade) só porque não conseguimos gerar um filho... até parece que é isso que nos distingue das outras que o conseguem... Deus dá obstaculos a quem tem maior força de caracter...ÉS e SOMOS mto mais mulheres do que isso... Tens que continuar a viver para continuares a sonhar... vais ver que só assim vais ser feliz e mto...

clarinhacampos0 disse...

Olá boa tarde. Leio com frequência o seu blog e hoje ao consultá-lo não pude deixar de lhe manifestar todo o meu apoio. Sei perfeitamente o que está a sentir. Passei pelo mesmo, fiz tratamentos durante vários anos, (na minha época os ttt eram mais rudimentares) e foi e ainda é com alguma tristeza que não vi resultados. Hoje estou tranquila, habituei-me à ideia de nunca ter sido mãe. Compreendo perfeitamente quando as meninas dizem que não se sentem realizadas, que não sabem como iriam suportar se o problema não tivesse sido resolvido, mas dizem os antigos que conforme Deus dá a dor também dá o remédio para a curar. O vazio permanece mas o tempo vai-se encarregando de diminuir o sofrimento. Faço ardentes votos para que os seus ttts tenham sucesso. Muitos beijinhos e lembre-se de uma coisa muito importante: não é preciso ter filhos para ser feliz.Maria Clara Campos