3 de agosto de 2010

O lado bom e mau da vida

Ontem recebi a triste notícia que esta minha amiga havia perdido o bebé...contava já com 36 semanas. Não é justo...e somente posso lamentar tamanho sofrimento...
Hoje recebi a feliz notícia que a minha amiga Sylvia teve o seu tão esperado positivo. Amiga, uma vez mais Parabéns!
A Infertilidade ensinou-me já imensas coisas, mas existe uma que respeito religiosamente:
Nada, mas mesmo nada, nos é garantido!
Se por um lado estou contente pela S., por outro lado sinto um vazio enorme em relação à C. Aliás, esse vazio estende-se também ao facto de a minha vida maternal estar exactamente igual à de há 5 anos atrás...nada mudou...somente sofri...fiz sofrer...e olhando à minha volta, parece que a minha vida estagnou...tão simplesmente...
Desculpem, mas hoje estou triste...muito triste...

11 comentários:

Lívia Beatriz disse...

Oi, posso seguir o seu blog???

Tomara que daqui há um tempinho seu blog se encha de luz e alegria com seus sonhos realizados. Acredite em Deus!!!

Beijos!

Lebasiana disse...

medo... muito medo... é tudo o que senti ao ler este post, amiga!

fica bem...

beijos nossos

Barriguita disse...

é mesmo como dizes, nada é garantido. um bjinho enorme à tua amiga... não há palavras.

quanto a ti... apenas um xi apertadinho e uma beijoca cheia de força.

C.F. disse...

É de facto uma dor demasido profunda aquela que a vida reservou para a nossa querida C. Lamento tanto... Eu sei que aos poucos ela irá conseguir seguir em frente e voltar a sorrir mas a mágoa, a tristeza, a saudade, irão, lamentavelmente, acompanhá-la para sempre...
Ficamos mais pobres, mas mais fortes.
Um beijinho grande para ti.

(Gostei do novo look ;-)

Sirac disse...

Olá linda, como te compreendo, também tenho dias desses...mas no dia seguinte tudo passou e volto á minha vida, sem esquecer a dor que tenta dominar-me, bjs grandes ;)

Juliana disse...

Olá,sou brasileira e entro sempre em seu blog.Tenho um filho de 10 anos, minha vida, o tive com 18 anos sem nenhum tto.Após 5 anos tentei ter outro bebe e não consegui, enfim após muita espera e nenhum diagnostico, fiz uma fiv e positivo.Meu doce e lindo João que se foi com 31 semanas, quando o peguei no colo, já estava morto.Nunca vi o seu olhar e nem mesmo escutei seu choro.Uma dor enorme, arrasadora.Após 8 meses fiz outra fiv, positivo,porém uma tubárea e outra não evolutiva.Enfim a vida não está fácil, mas continuo pois tenho o meu pequeno e tenho que seguir.Sempre leio seu blo, desculpe o desabafo,mas nós que passamos pelas mesma situação somos capazes de no entender.Um beijo com muita força, e a nossa hora ainda vai chegar.

Anónimo disse...

Olá,sou brasileira e entro sempre em seu blog.Tenho um filho de 10 anos, minha vida, o tive com 18 anos sem nenhum tto.Após 5 anos tentei ter outro bebe e não consegui, enfim após muita espera e nenhum diagnostico, fiz uma fiv e positivo.Meu doce e lindo João que se foi com 31 semanas, quando o peguei no colo, já estava morto.Nunca vi o seu olhar e nem mesmo escutei seu choro.Uma dor enorme, arrasadora.Após 8 meses fiz outra fiv, positivo,porém uma tubárea e outra não evolutiva.Enfim a vida não está fácil, mas continuo pois tenho o meu pequeno e tenho que seguir.Sempre leio seu blo, desculpe o desabafo,mas nós que passamos pelas mesma situação somos capazes de no entender.Um beijo com muita força, e a nossa hora ainda vai chegar.

Susana Pina disse...

Estamos tristes amiga.
Lamento tanto poe este bebé, por estes pais...infelizmente sei o que estes pais devem estar a sentir, e é uma dor tão grande, tão grande...
A perda do pequeno David, também me fez pensar mais uma vez que uma gravidez não é garantia de um bebé nos braços. Hoje mais uma vez sinto medo da gravidez...se por um lado quero tanto, por outro tenho tanto medo de voltar a passar pelo que que já passei...

Este dia não é fácil para todas nós que sofremos de infertilidade e da dor da perda, mas é certamente muito mais dificil para estes pais que vão ter que superar todos estes dias de sofrimento e que deixam marcas para toda a vida.

Um bj grande
susana

Raio de Sol disse...

Na infertilidade não há garantias, assim como em tudo na vida, alegramo-nos com os positivos, ficamos tristes com os negativos e com o fim dos sonhos... mas não podemos jamais desistir... minha querida...tens tanto amor dentro de ti para dar...sei que vais ser mãe um dia...torço para que esse dia chegue logo... beijo cheio de força

Patricia disse...

Olá... raramente comento, mas passo sempre por cá na esperança de ter novidades. Sou muito novinha, mas tens-me (desculpa a minha ousadia em tratar-te por tu) ensinado muita coisa. Toda a tua vida que aqui está exposta, todas as tuas vitórias e derrotas mostram uma mulher fantástica.

um beijo muito grande

lanapt disse...

Querida , só agora cheguei ao teu blog , olha , quero te dizer , para não perderes a esperança .. eu andei a tentar durante 1 ano e meio, e quando já estava preparada para começar a fazer exames ... na expectativa que pudesse ter alguma coisa que estivesse a impedir a gravidez ... foi quando aconteceu :-) beijinhos brilhantes