26 de janeiro de 2011

Consulta

Ontem consultei uma psiquiatra, por causa dos sintomas neurovegetativos que tenho tido. Segundo ela, os mesmos são resultado de que o meu organismo esgotou as suas auto-defesas contra a ansiedade e o stress. Se tivesse lá ido há mais tempo, provavelmente a terapeutica passaria por uns calmantes, assim, vim com uns anti-depressivos. Os sintomas são incontroláveis e inesperados, daí ela achar que, como apareceram, também hão-de desaparecer.
No entanto, o não enfrentar este medo, evitando muitas vezes sair, ou ir aquele sítio com mais gente, ou estacionar o carro naquele parque tão fechado e escuro, etc, etc, não estava a solucioná-lo...não o piorei, mas tb não fiz com que ele regredisse.
Assim, ainda que me volte a sentir menos bem, terei de enfrentar.
Basicamente foi esta a explicação dada. Tentar descansar mais, tentar manter-me calma, tentar fazer o que mais prazer me dá:)))
Desde o diagnóstico de cancro ao meu pai e consequente falecimento, a minha vida mudou bastante...ou seja, foram quase 4 anos a reprimir emoções. Sinto falta do meu Pai...sinto falta de falar e estar com ele. O meu Pai estava doente. Não sou egoísta ao ponto de o querer ver sofrer, por isso, entendo que Deus atendeu os meus pedidos, mas, ter a sensação de que NUNCA mais vou poder estar com ele é muito duro...
Mas, a vida é para ser vivida e ele onde quer que esteja há-de sempre amparar-me.
Apesar do negativismo que paira no ar, as boas energias já se fazem sentir:)
Sou optimista, acredito que o que é bom vem-me ter à mão:) Não me posso queixar!

8 comentários:

http://embuscadeumpositivo.blogspot.com/ disse...

Olá !
ninguém me perguntou nada, mas as vezes acho que devo opinar e acho que fizeste muito bem em teres consultado um especialista, só lamento que nao tenhas feito um bocadiinho mais cedo, mas pronto...o importante é que estejas a ser bem acompanhada.

E gostei do positivismo do final da mensagem. é isso mesmo.
pensamento positivo! Força

R♥B disse...

Olá, realmente o truque é mesmo enfrentar os medos, é dificil mas consegue-se eu lembro-me de ter um a fazer mergulho em alto mal por isso imagina...


E longe do meus pais e familia,enfim não foi nada bom e sempre que tinha um ataque de pânico e me sentia mal principalmente em restaurantes e lojas pensavam que era gravidez o que me irritava.

Devo dizer que os antidepressivos ajudaram mas no meu caso trouxeram-me a bela da Candidiase.


Bom espero mesmo que ultrapasses isso vais ver que logo logo já nem das por eles. Bjinhos

Barriguita disse...

amiga, em qualquer momento temos sempre alguma coisa que nos faz sentir assim. o segredo está em saber reconhecer e pedir ajuda. foi o que fizeste, e ainda bem.

andei a anti-depressivos cerca de 1 ano e olha que até hoje o Prozac é o meu melhor amigo... sei lá se um destes dias não vou ter de voltar a dar-me com ele???

fizeste bem em olhar por ti, pela tua saúde e seguramente em breve estarás melhor. espero que esta onde negativa passe rápido e que tenhas finalmente a paz que tanto mereces.

Bjocas nossas!

Cristina disse...

Tb comecei a tomar um antidepressivo à cerca de 2 meses e tenho me sentido muito melhor:)
Andava muito ansiosa...é horrivel.Passados 3 meses de andar assim, precisei de ajuda.

Vais ver que daqui a uns tempos estás melhor

Bjocas cheias de força

mjm disse...

Querida Martinha...

Desejo muito que recuperes rápidamente...sei bem do que falas, também sinto isso :(
Dispara o coração, temos tonturas e a sensação que vamos desmaiar, além do que já referiste, só sei que é horrivel e por isso queria muito que ficasses bem.

Já há muito tempo passei aqui, mas não sabia que este cantinho era o teu, se não te importas vou acompanhar-te querida, no minimo deixo-te o meu carinho e a minha compreensão.

Um Grande Beijinho de Esperança nas tuas melhoras, temos que ser Fortes minha Querida!!!!

Susana Pina disse...

Amiga, sabes que te compreendo tão bem.
Desejo muito que melhores depressa para voltares a seres a pessoa cheia de energia que tanto te caracteriza.
Um bj grandeeeeee
Susana

Sem Desistir disse...

Obrigada minhas queridas pelo apoio. Sabem, em toda a minha vida enfreitei sp de frente as adversidades e orgulho-me disso. No entanto, quando as coisas são do foro psíquico, perante as quais não temos absolutamente controle nenhum, aí temos de parar e pedir ajuda. Ainda bem que tive discernimento para o fazer:)

Luna disse...

eu td tive tomar depois da minha 2 nascer, ainda hesitei uma semana ir ao não ao medico, depois não aguentei eram ataques de panico, alucinações, bati no fundo e tive recorrer a eles, foram a minha tábua de salvação, pensamento positivo andar sempre cabeça ocupada foram grande ajuda. espero que recuperes logo, força!!
bjos
Luna