17 de julho de 2011

Breves

Ontem a ver um programa da Oprah, fiquei completamente estupefacta com um caso lá relatado. Uma mãe, de 3 filhos, com 6, 4 e 2 anos, deslocou-se ao centro comercial com eles e a avó numa tentativa de passarem um dia agradável.

Com o passar do dia as crianças começaram a acusar cansaço e como havia chegado a hora sesta, a mãe entendeu estar na hora de se irem embora.

No regresso a casa apanharam imenso trânsito e próximo de uma curva, onde o seu carro se encontrava parado em fila, veio um veículo de pesados embater na sua traseira, provocando a morte aos seus 3 filhos...

Passado 1 ano desde a morte das crianças, a mão entendeu estar na altura de engravidar. Por questões médica teve de recorrer a FIV para poder engravidar. O curioso é que engravidou, de trigémios, duas meninas e um menino, tal como os filhos que perdeu.

Até me arrepiei com esta coincidência (ou não) da vida.


Ao ler a Nova Gente n.º 1818 vejo a seguinte noticia/curiosidade:


Bebé é prémio de lotaria


"A iniciativa lançada no Reino Unido dá aos vencedores, de uma espécie de lotaria, a possibilidade de acesso a uma clínica de fertilização para um tratamento in vitro no valor de 28 mil euros.

Se o tratamento não der certo, terão direito a óvulos e espermatozóides doados."

4 comentários:

Susana Pina disse...

Realmente amiga...até me arrepiei.

Um bj grande com saudades de ter ver aqui no teu cantinho.

susana

mjm disse...

Querida Amiga...

Impressionante...

Os desígnios de Deus!!!

Um Enorme Beijinho para ti Querida :)))

Maggie disse...

já eu não sei se 1 ano depois de perder as minhas filhas estaria pronta a voltar a engravidar. enfim, americanisses!

bjo
Maggie

Anónimo disse...

Deus escreve direito por linhas tortas...
http://timebite.blogspot.com/